quinta-feira, 4 de fevereiro de 2010

Mitos




Não sou de alarmismos nem de acreditar em mitos urbanos. Não acho que haja assim tantos ucranianos a roubar crianças de automóveis parados em semáforos. Não conheci ainda ninguém que tivesse acordado sem rins numa banheira cheia de gelo depois de entrar numa loja chinesa e continuo a usar desodorizantes com propriedades antitranspirantes e champôs com Sodium Lauryl Sulfate.
Comecei, no entanto, depois deste acontecimento a temer os gangs de guarda-chuvas que, com o seu ar inofensivo, se deitam pelas nossas estradas para, quando passarmos por cima deles, saltarem de forma vil e maliciosa e entalarem-se por detrás das rodas dos nossos (muito pouco) estimados veículos. Não é tão mau como perder um filho ou um rim, suponho, mas não é fixe andar uma semana a dizer para nós próprios que o barulho na roda é certamente algo fabricado pela nossa imaginação, e que se assim não for, será sem dúvida algo sem importância, que não coloca nenhum risco, que o arranjo não nos vai nada custar várias noites de copos...

7 comentários:

Anónimo disse...

Vai haver muito boa gente por aí, a espreitar por baixo dos carros, para ver se aquele barulho que ouvem, não será um guarda chuva. Acho que nasceu mais um mito urbano! Be afraid, be very afraid...muahhahahahah (gargalhada sinistra ) analana

AD disse...

Quanto a chapéus de chuva, mantenho a minha opinião desde o quinto ano: são para palhinhas - macho que é macho anda à chuva, de preferência ao som de White Snake.

Sílvia Maria disse...

Xii, esse gang é do piorio pah!
E andaste uma semana sem sequer espreitar de onde vinha o barulho?!? Isso é que é ter paciência!!

Provavelmente nem ligas a essas coisas mas coloquei-te na lista do desafio que fiz no meu blog... :p

Rodovalho Zargalheiro disse...

Desafio? Eu nem ando com tempo para responder aos comentários... E nem ligo muito a essas coisas... :)

(Sim, chorar à chuva é de homem! :)

Isa disse...

Chorar e andar à chuva, ao som dos White Snake e a cantar Here I Go Again, isso é que é d'homem!


Tu disseste na oficina que andavas com aquilo na roda do carro há uma semana e não ligaste nenhuma?

Os senhores das oficinas costumam castigar os clientes pela demora no arranjo da coisa.
Se disseres " foi ontem" é X
Se disseres " foi há 1 semana" é Y.

Mesmo que o estrago seja o mesmo.

Rodovalho Zargalheiro disse...

Oficina? Que oficina? Quem falou em oficina?

(Oficina é daquelas palavras que se torna estranha se a repetirmos muitas vezes. Oficina, oficina, oficina, oficina...)

Isa disse...

Agora diz IRS muitas vezes seguidas!

eheheheheheheh ...






Pronto, desculpa!
Ó RZ ... acorda!!!

SOCORRO!!!!!!!!!!!!!!!