quarta-feira, 5 de dezembro de 2007

Eu...

Há quem pondere se uma árvore que caia no meio da floresta fará barulho, se não estiver lá ninguém para ouvir. Quem pondere quem somos, de onde vimos, para onde vamos e porquê. Há até quem pondere se um gato fechado dentro de uma caixa opaca não estará num terceiro estado de existência, que não vivo nem morto. Eu… Eu tenho ponderado se um problema continua a sê-lo se não nos lembrarmos dele.

2 comentários:

liliana disse...

Depende.
Não te lembras do problema porque está resolvido, ou não te lembras como defesa?

AP disse...

Aplicas o mesmo princípio que se aplica em relação à árvore que cai sem ninguém ouvir ou dar conta disso. Se ninguém estava lá quando a árvore caiu, provavelmente o barulho não existiu. Ou mesmo que tenha existido, ninguém ouviu... ;P