sexta-feira, 17 de fevereiro de 2006

Uma lufada de ar fresco

É sempre uma lufada de ar fresco encontrar a velhota da cadeira de rodas quando deixo a criança no infantário. Faz-nos tão bem encontrar pessoas que aparentemente teriam mais razões para estar descontentes com a vida e, pelo contrário, transbordam alegria.
A primeira vez que reparei nela tinha encontrado uma pessoa amiga e, com um sorriso aberto e genuíno disse: “Desculpe não me levantar…”. Foi suficiente para ficar bem-disposto o resto do dia.
Da última vez que a vi, com a sua alegre simpatia, meteu-se com o pequeno a dizer-lhe que também tinha um carrinho, e que o dela até tinha buzina. Parece que há pessoas que são incapazes de ver a vida de forma pessimista, incapazes que qualquer sentimento de auto-comiseração. Provavelmente as únicas que conseguem ser plenamente felizes, e sempre nos vão dando uma ajudinha.
Obrigado senhora da cadeira de rodas!

3 comentários:

Funny Analana disse...

Por acaso tb a conheço e a senhora é mesmo uma simpatia :)

C.B. disse...

Acho que vi a dita senhora na sexta feira... confirma-se a simpatia (pelo menos no olhar...!)...

Guy Pascoal disse...

Já que a cadeira tem buzina e tudo, curtia ver esta senhora a apitar ao gajo que fez inversão de marcha por levar uma buzinadela!