quarta-feira, 23 de março de 2005


O concerto mais emotivo a que já assisti na minha vida. As minhas maos nao pararam de tremer. A voz da Lisa Gerrard é incrivelmente nítida e faz vibrar o ar. Esta senhora bem que pode ser uma sacerdotisa das antigas religioes porque tem todos os poderes para isso.
La Princesse Insensible

Obrigadosh

Quero manifestar publicamente o meu eterno agradecimento e amor ao casal néscio.
Os Jovens Herois de Shaolin deixaram-me uma lagrimita no canto do olho. Toda a gente a quem falo deles me canta o genérico... na nananana nana... na na na nananana nanana nananaaaaaaa
Voltei a ver a tromba do chinoca pelo qual era terrivelmente apaixonada... era uma criança, justifica-se ok?!

O CS do League of Gentlemen é uma pérolazinha dessas raras e o Delicatessen deu-me uma viagem de quase duas horas na sexta à noite. Sim, estava fumada, nao consegui atinar com o menu (dei comigo a rir sozinha, quase que a bandeiras despregadas) e apesar das legendas estarem em inglês, o enquandramento nao funcionar e eu ler apenas a primeira linha, nao consegui despregar os olhos de la tele. Valeu por todos os filmes que eu devia andar a ver no cinema e que deixo andar porque ultimamente ando de maos dadas com a preguiça

Uma vez mais, têm todo o meu amor, para todo o sempre

Muito obrigado, em meu nome e em nome de toda a comunidade portuguesa residente na cidade condal

Naaa nana nana nana
Nananaaaa nana nanaaaaa
Nananaaaaa
Nananaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

sexta-feira, 18 de março de 2005

Slow Europe

É de autor desconhecido, mas digníssimo desta nossa tertúlia. Um must read!

Já vai para 15 anos que estou aqui na Volvo, uma empresa sueca. Trabalhar com eles é uma convivência, no mínimo, interessante. Aqui, qualquer projecto demora 2 anos a concretizar-se, mesmo que a ideia seja brilhante e simples. É regra. Então, nos processos globais, nós (portugueses, brasileiros, americanos, australianos, asiáticos, etc) ficamos aflitos para obter resultados imediatos, numa ansiedade generalizada. Porém, o nosso sentido de urgência não surte qualquer efeito neste país. Os suecos discutem, discutem, fazem "n" reuniões e ponderações. E trabalham num esquema bem mais "slow down". O pior é constatar que, no fim, acaba por dar tudo certo no tempo deles, com a maturidade da tecnologia e da necessidade; aqui, muito pouco se perde. É assim:
1. O país é cerca de 3 vezes maior que Portugal;
2. O país tem 2 milhões de habitantes;
3. A sua maior cidade, Estocolmo, tem 500.000 habitantes (Lisboa, que tem 1 milhão);
4. Empresas de capital sueco: Volvo, Scania, Ericsson, Electrolux, ABB,Nokia,...
5. Para ter uma ideia, a Volvo fabrica os motores propulsores para os foguetes da NASA.

Digo a todos estes nossos grupos globais de trabalhadores: os suecos podem estar errados, mas são eles que pagam nossos salários. Entretanto, vale salientar que não conheço um povo, como povo mesmo, que tenha mais cultura coletiva do que eles. Vou contar-vos uma breve história, só para vos dar uma noção... A primeira vez que fui para lá, em 1990, um dos colegas suecos apanhava-me no hotel todas as manhãs. Era Setembro, frio, e a neve estava presente. Chegávamos bem cedo à Volvo e ele estacionava o carro longe da porta de entrada (são 2.000 funcionários de carro). No primeiro dia não disse nada,no segundo, no terceiro... Depois, com um pouco mais de intimidade, uma manhã perguntei-lhe: - Você tem lugar marcado para estacionar aqui? Chegamos sempre cedo, o estacionamento está vazio e você deixa o carro à ponta do parque. Ele, simplesmente, respondeu-me assim: - É que, como chegamos cedo, temos tempo de andar. Quem chegar mais tarde já vem atrasado, precisa mais de ficar perto da porta. Você não acha? Nesse dia, percebi a filosofia sueca de cidadania! Serviu também para rever os meus conceitos. SLOW vs FAST. Há um grande movimento na Europa hoje chamado SLOW FOOD. A Slow Food International Association - cujo símbolo é um caracol, tem a sua sede em Itália (o site, é muito interessante. Veja-o). O que o movimento SLOW FOOD prega, é que as pessoas devem comer e beber devagar, saboreando os alimentos, "curtindo" a sua confecção, no convívio com a família, com os amigos, sem pressas e com qualidade. A idéia é a de se contrapor ao espírito do FAST FOOD e tudo o que ele representa como estilo de vida, em que o americano "endeusificou". A surpresa, porém, é que esse movimento SLOW FOOD serve de base a um movimento mais amplo chamado SLOW EUROPE, como salientou a revista BusinessWeek na sua última edição europeia. A base de tudo, está no questionar da"pressa" e da "loucura" gerada pela globalização, pelo apelo à "quantidade do ter" em contraponto à qualidade de vida ou à "qualidade do ser". Segundo a Business Week, os trabalhadores franceses, embora trabalhem menos horas, (35 h / semana) são mais produtivos que os seus colegas americanos ou ingleses. E os alemães, que em muitas empresas instituíram a semana de 28,8 horas de trabalho, viram a sua produtividade crescer nada menos que 20%. Esta chamada "slow atitude" está a chamar a atenção, até dos americanos, apologistas do "Fast" (rápido) e do "Do it now" (faça já). Portanto, esta"atitude sem-pressa" não significa, nem fazer menos, nem menor produtividade. Significa, sim, fazer as coisas e trabalhar com mais"qualidade" e "produtividade" com maior perfeição, atenção aos pormenores e com menos "stress". Significa retomar os valores da família, dos amigos, do tempo livre, do lazer, das pequenas comunidades, do "local", presente e real, em contraste com o "global" - indefinido e anónimo. Significa a retomados valores essenciais do ser humano, dos pequenos prazeres do quotidiano, da simplicidade de viver e conviver e até da religião e da fé. Significa um ambiente de trabalho menos coercivo, mais alegre, mais "leve" e, portanto, mais produtivo onde os seres humanos, felizes, fazem com prazer, o que sabem fazer de melhor. Gostaria de que vocês pensassem um pouco sobre isto. Será que os velhos ditados "Devagar se vai ao longe" ou "A pressa é inimiga da perfeição" já não merecem a nossa atenção, nestes tempos de loucura desenfreada? Será que as nossas empresas não deveriam também pensar em programas sérios de "qualidade sem-pressa", até para aumentar a produtividade e qualidade dos nossos produtos e serviços, sem a necessária perda da "qualidade do ser"? No filme "Perfume de Mulher", há uma cena inesquecível. Um personagem cego, interpretado por Al Pacino, convida uma moça para dançar e ela responde-lhe: - Não posso, porque o meu noivo deve chegar dentro de poucos minutos. - Mas, num momento, se vive uma vida. (responde ele, conduzindo-a num passode tango). Esta pequena cena é, para mim, o momento mais marcante do filme. Algumas pessoas correm atrás do tempo, mas parece que só o alcançam quando morrem enfartados, ou algo assim. Para outros, o tempo demora a passar; ficam ansiosos com o futuro e esquecem-se de viver o presente, que é o único tempo que existe. TEMPO, toda a gente tem, por igual. Ninguém tem mais nem menos que 24horas por dia. A diferença é o que cada um faz do seu tempo. Precisamos de saber aproveitar cada momento, porque, como disse John Lennon, "A vida, é aquilo que acontece enquanto fazemos planos para o futuro".

terça-feira, 15 de março de 2005

Usem a vantagem!

O ser humano tem realmente uma memória curta, é só mudarmos de perspectiva e temos logo a tendência de nos esquecermos de como víamos as coisas na perspectiva anterior.
Por exemplo, quando éramos crianças apanhávamos grandes secas dos nossos pais sobre coisas que nada nos diziam, coisas que tínhamos grande dificuldade em compreender, mas que, agora que crescemos fazem todo o sentido e vamos querer transmiti-las aos nossos filhos. Mas a maioria das pessoas tenta impingir estes valores sem utilizar a grande vantagem de, ao contrário dos petizes, já ter estado no lugar deles, não tirando partido da memória de quando lá estavam. O mesmo se passa no trabalho, vêem-se por aí muitos chefes que, pela forma como lidam com os subordinados, mostram que perderam a memória de quando eram eles os lixados .
O mais absurdo é que só temos a perder com isso. Lembrarmo-nos de como era dantes dá-nos uma muito maior competência para lidar com as situações tornando a comunicação infinitamente mais fácil.
Quem diz que não compreende a juventude certamente já se esqueceu de quando era jovem e é esta a causa do generation gap, a culpa não é dos jovens, mas sim dos adultos que deixaram morrer a sua juventude. Por isso, quando falarem com os vossos filhos ou subordinados, em vez de tentarem colocá-los na vossa perspectiva, usem a vantagem da experiência e coloquem-se vocês na deles.
Diz-se num filme (The Straight Story) que o pior de ser velho é lembrarmo-nos de quando éramos jovens. Discordo convictamente! Lembrarmo-nos de quando éramos jovens é o segredo para a eterna juventude, mas não basta lembrarmo-nos do passado, temos que manter a aptidão para recuarmos mentalmente no tempo e conseguir ver as questões com os olhos e a mentalidade que tínhamos antes.
Lembrem-se, se nós que já passámos por lá temos dificuldade em colocarmo-nos de novo nesse lugar, será impossível a quem nunca cá esteve colocar-se no nosso.
Usem a vantagem!

segunda-feira, 14 de março de 2005


acho que é muito difícil sentir-me tao bem ao pé de alguém
ritahotpussy

The Return to Oz

ontem sai de casa às 21h40, cheguei à estaçao às 22h, tinha comboio às22h35. o comboio atrasou-se e chegou às 22h45, com paragem em todasas estaçoes. Cheguei a Sitges around 23h30, fui fumar uma que tinha feita para o paseo e cheguei a casa pelas 00h e pico
durante todo este tempo estive a ouvir em regime non-stop ´the return to Oz´dos Scissor Sisters
há muito que n me pasava nada assim

é tao melancólica

lembra-me a vida que nao vivi

Once there was a manwho had a little too mucht ime on his hands.
He never stopped to think that he was getting older.
And when his night came to an end,he tried to grasp for his last friend
and pretend that he could wish himself health on a 4-leaf clover.
He said: Is this the return to Oz? The grass is dead,
the gold is brown and the sky has claws.
There's a wind-up man walking round and round.
What once was emerald city is now a crystal town.
3 'o' clock in the morning, you get a phone call from the Queen
With a hundred of heads she says that they're all dead.
She tried the last one on it couldn't speak fell off
and now she just wanders the halls thinkin' nothing, thinkin' nothing at all...

She said: Is this the return to Oz?The grass is dead, the gold is brown and the sky has claws.
There's a wind-up man walking round and round
What once was emerald city is now a crystal town.

The wheelie's are cutting pavement and the Skeksis at the rave meant to hide, deep inside their sunken faces and their wild rolling eyes,
But their countless words reveal that they can no longer feel Love or sex appeal The patchwork girl has come to cinch the deal
To return to Oz, we fled the world with smiles and clenching jaws
Please help me friend from coming down
I've lost my place and now it can't be found

Is this the return to Oz?The grass is dead, the gold is brownand the sky has claws.
There's a wind-up man walking round and round
What once was emerald city is now a crystal town.

terça-feira, 8 de março de 2005

The letra

Couldn-t resist (é a 4a vez seguida que a oiço..)


PIENSA EN MI

SI TIENES UN HONDO PENAR,
PIENSA EN MI.
SI TIENES GANAS DE LLORAR,
PIENSA EN MI.

YA VES QUE VENERO TU IMAGEN DIVINA,
TU PÁRVULA BOCA,
QUE SIENDO TAN NIÑA,
ME ENSEÑO A PECAR.

PIENSA EN MI CUANDO SUFRAS
CUANDO LLORES TAMBIÉN PIENSA EN MI
CUANDO QUIERAS QUITARME LA VIDA,
NO LA QUIERO PARA NADA, PARA NADA ME SIRVE SIN TI.

PIENSA EN MI CUANDO SUFRAS
CUANDO LLORES TAMBIÉN PIENSA EN MI
CUANDO QUIERAS QUITARME LA VIDA,
NO LA QUIERO PARA NADA, PARA NADA ME SIRVE SIN TI.

Luz Casal - Piensa en Mi

Eu detesto dançar acompanhada, mas nunca me vou esquecer de quando estávamos na Concha e o Zé Morgado pegou na minha maozinha de ET e me guiou nesta música. Acho que nunca me senti tao levezinha, pézinhos bem levantados do chao. Quando a música acabou e acordámos tinham parado à nossa volta. Oh memories

Isto porque achei por bem começar o dia com as músicas das bs do Almodovar.
Nao podia ter escolhido melhor

As temperaturas já se sentem a subir and i feel positive


Ontem fui à farmácia implorar por qualquer coisa, o que fosse, que me tirasse o bicho do corpo.
Cheguei, sorri, cuspi cada um dos meus muitos sintomas e quando acabei ainda deixei a piadinha ´queria a cura, por favor´. A sra farmaceutica sorriu, olhou-me com aquele olhar de mae que elas fazem e irrita muito (porque nao sao nossas maes e esse olhar tao benevolente só nos faz sentir uns tontinhos) e disse: ´de certeza que nao estás grávida?´
pronto
mas porque??

disse que nao, ela disse-me para tomar 1 pastilha de Ilvico de 8 em 8 horas
tou a tomar 2 de cada vez, isto é demasiado..


desde quando é que as grávidas sao fanhosas??

sexta-feira, 4 de março de 2005


claro como o dia branco como a neve já nao penso em nada apenas sou retina
ritahotpussy

quinta-feira, 3 de março de 2005


you dig?
ritahotpussy

Estar constipada

deve ser a pior coisa do mundo
tenho o nariz tapado há 2 dias
doi-me a cabeça non-stop
nao tenho forças para me mexer
quando fumo uma ganza nao sei se o que me bate é a droga ou a gripe
tenho um constante picor no nariz
quando vou para a cama nao consigo respirar pelo nariz, o que faz com que tenha de dormir de boca aberta, o que por sua vez faz com que:
a saliva se acumule toda na parte da boca que está para baixo. começo a babar fininho para a almofada enquanto a boca vai ficando cada vez mais seca. tento engolir em seco e doi-me. quando o faço espalho um bocado mais de baba na almofada e quando fecho a boca sinto toda a parte circundante molhada.
se me viro para o outro lado é pior a emenda que o soneto porque fico babada in double.
como gosto de me queixar já liguei ao meu pai a pedir mimos
e a agradecer a 2a dose de alheiras e queijo

que gostaria de conseguir saborear mas nao posso porque nao tenho gosto


damn

quarta-feira, 2 de março de 2005


ontem fui dormir a barcelona porque esta manha tinha de vir assinar o paro. eu explico: cada 3 meses tenho de estar entre as 08h e as 10h nesta oficina para em carimbarem uma folhinha e continuar a recebr o subsídio de desemprego. hoje dormi pouquíssimo e o que dormi foi mal mal mal: com um guardanapo de papel metido numa das daridas e outro na almofada para nao babar. tive arrepios de frio e febre. acordei a suar. still, n consigo deixar de entrar aqui e sorrir :) obrigada
ritahotpussy

ontem à noite
ritahotpussy